França e Bélgica autorizam vacina contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos

·2 min de leitura

A vacinação de todas as crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 foi validada pela Alta Autoridade de Saúde francesa, que se manifestou favorável a essa medida em um parecer emitido nesta segunda-feira (20). A decisão pode beneficiar 5,4 milhões de crianças na França.

Após a aprovação do Conselho Consultivo de Ética, a Alta Autoridade de Saúde autorizou a vacinação de todas as crianças contra Covid-19, a partir de 5 anos de idade. Os menores nessa faixa etária com patologias que favorecem formas graves já podem ser imunizados desde 15 de dezembro.

“A Alta Autoridade de Saúde propõe a vacinação aberta a crianças [de 5 a 11 anos sem comorbidades], sem obrigatoriedade e sem condição para obtenção do passaporte sanitário”, indica em nota, seguindo assim a posição do Conselho de Ética.

A vacinação deverá priorizar “crianças menores de 12 anos que frequentam o colégio (equivalente ao 5º ano no Brasil)” e pode ser realizada “assim que a formulação pediátrica da vacina Pfizer Comirnaty estiver disponível”, escreve a Alta Autoridade de Saúde.

A autoridade francesa justifica sua decisão pelo fato de que "formas graves de Covid-19 raramente afetam crianças, mas, quando o fazem, quase 80% delas são encontradas em crianças sem outras patologias". Segundo o órgão, a chegada da variante ômicron, que é mais contagiosa do que a variante delta, "pode gerar um aumento nos casos de formas graves em crianças”.

Pfizer criou fórmula específica para crianças

Bélgica estabelece suas regras

(Com informações da AFP)


Leia mais

Leia também:
OMS pede mais proteção para crianças de 5 a 14 anos, as mais afetadas pela Covid-19 na Europa
Governo francês foca em crianças e escolas para conter nova onda de Covid-19
Covid-19: início de vacinação de crianças de 5 a 11 anos divide médicos e famílias na França

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos