França e Reino Unido desarmam crise de pesca com conversas "positivas"

·2 min de leitura
Ministro da França para Assuntos Europeus, Clément Beaune, e ministro do Reino Unido para o Brexit, David Frost, se cumprimentam durante reunião em Paris

PARIS (Reuters) - França e Reino Unido se movimentaram para desarmar uma crise a respeito da pesca na quinta-feira, retirando sanções da mesa por ora, mas todas as opções ainda são possíveis se as conversas fracassarem, disse o ministro francês para Assuntos Europeus, Clément Beaune.

Beaune se pronunciou depois de se encontrar com o ministro britânico do Brexit, David Frost, em Paris. Os dois países chegaram ao limiar de uma guerra comercial através do Canal da Mancha por causa da pesca.

No centro da disputa está o número de licenças que o Reino Unido alocou aos barcos franceses depois de sair da União Europeia. A França disse que muitas estão faltando, enquanto os britânicos dizem estar respeitando o acordo.

A reunião de quinta-feira foi "útil e positiva", e mais conversas devem ocorrer na semana que vem, disse Beaune, saudando uma nova "mentalidade" e acrescentando que concordou com Frost quanto a intensificar as conversas sobre as licenças.

A França havia ameaçado aumentar as inspeções de caminhões e produtos agrícolas do Reino Unido e barrar embarcações pesqueiras britânicas em seus portos, mas recuou na segunda-feira para permitir uma nova tentativa de se negociar uma solução.

"Todas as opções ainda estão na mesa", disse Beaune, acrescentando: "Enquanto o diálogo parecer possível... estamos lhe dando uma chance, sem ingenuidade... e com a exigência de ver resultados."

A França avaliará a situação na próxima semana, segundo ele. "Ainda há muito trabalho a fazer", disse, e ainda faltam à França cerca de 200 licenças de pesca.

O Reino Unido ecoou alguns dos comentários de Beaune, e os dois lados disseram que os ministros voltarão a conversar no início da semana que vem.

"O governo francês deixa claro que não está querendo prosseguir com estas ameaças... nos próximos dias", disse o porta-voz do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson. "Acho que os dois lados estão determinados a ter novos debates."

Depois de se reunirem durante cerca de uma hora e meia, Beaune e Frost apertaram as mãos na escadaria do ministério, sorrindo e conversando diante das câmeras. Beaune publicou uma foto do aperto de mãos diante das bandeiras britânica, francesa e da UE.

"Os dois lados delinearam suas posições e preocupações", disse um porta-voz do governo britânico.

Frost se encontrará com o vice-presidente da Comissão Europeia, Maros Sefcovic, em Bruxelas nesta sexta-feira, disse o porta-voz da UE.

Reino Unido e França discutem há décadas por causa das áreas de pesca nos arredores de seus litorais do Canal da Mancha, uma questão que também atrapalhou anos de negociações do Brexit até o Reino Unido finalizar sua desfiliação no final de 2020.

(Por Noemie Olive, Sudip Kar-Gupta, John Irish, Ingrid Melander em Paris e Michael Holden e Kylie MacLellan em Londres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos