França estende uso obrigatório de passaporte sanitário para adolescentes

·1 minuto de leitura
Adolescente recebe vacina anticovid-19 da Pfizer/BioNTech em escola em Privas, sudeste da França, em 6 de setembro de 2021 (AFP/PHILIPPE DESMAZES)

Adolescentes e jovens na França terão de apresentar o passaporte sanitário, comprovando sua imunização ou ausência da covid-19, para poderem entrar em cinemas, restaurantes, piscinas, entre outros estabelecimentos.

A medida já se aplica aos adultos.

"Estou vacinado com duas doses. Tenho meu passe", diz Victor, um estudante de 15 anos de Estrasburgo (nordeste).

Ele conta que a "maioria" de seus amigos é "a favor", mas uma "teve de ser vacinar sem contar para os pais", que são contra.

Desde junho, menores de 12 a 17 anos podem ser imunizados com as vacinas da Pfizer e da Moderna. A partir dos 16 anos, não é necessária a autorização dos pais. Desde então, quase dois terços dos adolescentes foram totalmente vacinados.

O passaporte sanitário é obrigatório para adultos desde 21 de julho. Embora seu uso estivesse previsto para durar até 15 de novembro, o governo francês anunciou na quarta-feira (29) que pretende prorrogar sua vigência até meados de 2022.

Por enquanto, a vacinação não está aberta para menores de 12 anos. Estes, a partir dos 6 anos, são obrigados a usar máscara na escola. Esta medida será suspensa na próxima segunda-feira (4) nos 47 departamentos com baixa incidência de casos de covid-19.

Desde o início da pandemia, a França acumula mais de 116.000 óbitos por covid-19. Pelo menos 50,4 milhões de pessoas (74,9% da população) receberam uma dose da vacina anticoronavírus, e 48,5 milhões, o esquema completo de imunização.

burs-tjc/bl/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos