França impõe quarentena a viajantes da Espanha em reciprocidade

Funcionários do aeroporto Charles de Gaulle, na França, utilizam máscaras protetoras e viseiras. A França aplicará medidas de quarentena aos viajantes vindos da Espanha, em reciprocidade pelas decisões de Madri para qualquer pessoa do exterior que chegue em seu território

A França aplicará medidas de quarentena aos viajantes vindos da Espanha, em reciprocidade pelas decisões de Madri para qualquer pessoa do exterior que chegue em seu território, informou o Eliseu nesta quinta-feira (14).

"A França vai impor esta medida (...) a partir do momento em que a Espanha não fizer sua parte, com base em um princípio de reciprocidade", explicou a presidência, sem fornecer uma data específica, que ainda é objeto de negociações bilaterais.

No entanto, esse tipo de restrição "não é o desejo" da França, destacou Paris.

A Espanha, que acaba de iniciar um desconfinamento muito cauteloso, anunciou na terça-feira que limitará estritamente o acesso ao seu território e imporá uma quarentena para evitar novos casos de coronavírus importados.

Assim como a Espanha, essa quarentena decidida por Madri por 10 dias, até o final do estado de emergência, não se aplicará a trabalhadores transfronteiriços nem a vários outros casos de transferência entre os dois países, acrescentou o Eliseu.

Na prática, pouco tráfego é registrado atualmente entre ambos os países, excluindo os trabalhadores transfronteiriços, seja por terra ou via aérea.

Em quase todas as fronteiras do espaço europeu (espaço de Schengen, União Europeia e Reino Unido) há restrições, mas o objetivo é reabri-las, com uma reunião sobre este assunto agendada para 15 de junho, explicou o Eliseu.

Se um país europeu se tornar novamente um foco ativo da epidemia, não se descarta retomar as medidas de proteção, dependendo da situação concreta da saúde.