França indicia suspeitos de planejar atentado durante a campanha

Membros da polícia francesa após fazerem busca na casa de um dos dois detidos em Marselha, em 18 de abril de 2017

Os dois suspeitos de planejar um atentado "iminente" em plena campanha eleitoral na França foram indiciados neste domingo, anunciou a Promotoria de Paris.

Clément B. e Mahiedine M., detidos na terça-feira passada em Marselha, foram indiciados por associação terrorista com o objetivo de preparar um ou vários crimes, aquisição, posse e transporte de armas e explosivos.

Nas operações de busca e apreensão após a detenção dos dois franceses, de 23 e 29 anos, foram encontrados três quilos de explosivos, armas e uma bandeira do grupo extremista Estado Islâmico (EI), segundo o promotor de Paris, François Molins.

A França foi atingida desde 2015 por uma série de atentados que mataram 239 pessoas. As forças de segurança descobriram quase 20 projetos de atentados desde o início de 2016, segundo o governo.