França limitará aumento da eletricidade no próximo ano, diz ministro das Finanças

PARIS (Reuters) - O ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, disse neste sábado que os aumentos no preço da eletricidade no próximo ano serão limitados, mas não deu detalhes específicos.

"Os aumentos sobre os quais o presidente e o primeiro-ministro conversaram serão aumentos limitados”, disse Le Maire, de acordo com a emissora de televisão francesa BFM.

O governo também fornecerá auxílio às famílias com mais dificuldades para pagar as contas de energia, acrescentou.

O presidente francês, Emmanuel Macron, havia dito esta semana que haveria "meses difíceis pela frente", com seu governo alertando para preços de energia cada vez maiores enquanto a guerra na Ucrânia continua.

Nas próximas semanas, o governo francês terá que decidir se renova tetos de preços em eletricidade e gás que expiram no fim do ano e se manterá um desconto no combustível. Essas duas medidas ajudaram a manter a inflação da França abaixo daquelas de outros países europeus, mas tiveram um peso alto nas contas públicas.

Um porta-voz do governo disse semana passada que a França não poderia manter o teto no preço da energia para sempre.

A França se comprometeu a limitar o aumento dos custos regulados de eletricidade em 4% até o fim do ano.

(Por Mimosa Spencer)