França: polícia prende suspeito de atacar frequentadores de festas com injeções

A França registra há meses uma série de agressões com injeções aplicadas durante festas e casas noturnas em diferentes lugares do país. Um primeiro suspeito foi preso neste fim de semana, mas as autoridades ainda não identificaram a substância injetada nas vítimas.

O suspeito foi detido após cerca de 20 pessoas — quase todas mulheres — alegarem ter sido picadas durante um show na noite de sexta-feira (3). A detenção ocorreu durante a gravação de um programa do canal de televisão TF1, a principal emissora francesa, que filmava na praia de Mourillon, em Toulon, no sudeste do país.

Quando as primeiras vítimas se manifestaram, o episódio provocou tumulto e a polícia interveio. O suposto autor das injeções foi identificado por duas participantes da gravação, que afirmam ter visto o suspeito com uma seringa e que ele teria tentado picá-las.

“Várias queixas já foram prestadas”, informou o procurador Samuel Finielz. Segundo o magistrado, o homem foi indiciado por "agressão a mão armada [a agulha] com premeditação".

O suspeito, um homem de 20 anos, nasceu na Tunísia e, segundo as primeiras informações, estaria em situação irregular na França. Desempregado, ele já tinha passagem pela polícia e chegou a ser condenado em 2020 por violência doméstica.

“Ele contesta os fatos, mas diante das queixas apresentadas, a Procuradoria considerou que havia acusações suficientes”, disse o magistrado, lembrando que o tunisiano permanecerá em regime de prisão provisória. Caso venha a ser condenado, a pena pode chegar a 5 anos de prisão.

Até agora, nada indica que o homem preso em Toulon tenha alguma ligação com as ocorrências no resto do país.

(Com informações da AFP)


Leia mais

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos