França: Quadrilhas organizadas e amadores movimentam indústria de falsos passaportes sanitários

·1 min de leitura

O diário Le Monde desta terça-feira (21) traz uma reportagem sobre a movimentada indústria dos falsos passaportes sanitários na França, mostrando os diferentes métodos e perfis de infratores que alimentam esse novo tipo de tráfico.

O artigo assinado por Lucie Soullier afirma que há quem altere seu próprio código QR e o venda online, quem finge imunizar um amigo na clínica onde trabalha, ou ainda aquele que hackeia diretamente o site dos serviços de saúde francês. Há quem explique aos investigadores que o fizeram de graça, "por convicção", e quem afirme que era "puro negócio". Há o tráfico de passes sanitários "verdadeiros falsos", que chegam a ser usados, mas há o de passes "totalmente falsos", que são realmente inutilizáveis.

Nas 400 investigações abertas e centenas de detenções enumeradas pelo Ministério do Interior francês, os perfis dos falsificadores e detentores são tão diversos quanto os métodos utilizados. De ações de quadrilhas organizadas a golpes caseiros artesanais, quantas pessoas esse tráfico permitiu ir a restaurantes, ao cinema, trabalhar ou viajar sem vacina ou teste negativo?

Ainda de acordo com o ministério, desde junho já foram descobertos 182 mil falsos passaportes sanitários em circulação. Muito mais, portanto, ainda estaria circulado. No Ministério Público de Nanterre, ao norte da região parisiense, uma investigação judicial aberta em 25 de novembro levou à detecção de milhares de atestações emitidas pelos mesmos falsificadores. "Produção em massa baseada em hacking de computador", afirmou uma fonte legal. Mas muitas investigações revelam atos mais isolados e menos organizados.


Leia mais

Leia também:
Covid-19: Espanha enfrenta falta de testes às vésperas das festas de fim de ano
Covid-19: Agência Europeia de Medicamentos aprova vacina americana Novavax
França: vacina é "gesto de solidariedade", diz responsável pela estratégia de imunização

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos