França revelou plano para cortes de energia no inverno

França revelou plano para cortes de energia no inverno

O governo francês anunciou os planos para possíveis cortes de energia controlados durante o inverno, tentando antecipar a escassez de eletricidade causada por problemas de abastecimento.

Espera-se que o mês de janeiro seja potencialmente o mais problemático.

Paris pede aos perfeitos de cada região que reduzam o consumo de energia para 38% do normal, mantendo ao mesmo tempo serviços essenciais como hospitais e quartéis de bombeiros.

As escolas e respetivas cantinas poderão encerrar de acordo com as propostas locais.

Segundo o ministro da Educação, Pap Ndiaye, nas regiões atingidas pelos cortes energéticos as escolas estarão encerradas durante a manhã.

Os serviços ferroviários também podem ser cortados para evitar que os passageiros fiquem presos nos comboios durante as viagens.

Os cortes de energia controlados terão duração máxima de duas horas, particularmente nos períodos de pico de consumo, manhã e princípio da noite.

Foi lançado um website onde os franceses poderão verificar se e como a sua região será afetada.

Catherine Lescure, diretora de Comunicação da ENEDIS, a empresa que gere a rede elétrica francesa, explica o objetivo das medidas: "Deve haver sempre tanta produção como consumo. E se isto não for mantido, pode haver um grande constrangimento na rede, aquilo a que chamamos uma avaria gigantesca ou um apagão. Obviamente, o objetivo é evitar este tipo de problema".

O plano está criado mas pode nem sequer ser aplicado. O governo francês apela aos cidadãos para moderarem o consumo de eletricidade, para que não seja necessário recorrer a estas medidas.

Para os industriais foram definidas compensações financeiras aos que reduzirem o consumo energético.

As críticas dos media e dos franceses nas redes sociais não se fizeram esperar.