França sem máscaras nos transportes públicos

A partir desta segunda-feira, em França, o uso de máscara deixa de ser obrigatório nos transportes públicos. A medida marca o desaparecimento da última grande restrição contra a covid- 19 num contexto de melhoria da situação sanitária do país.

Até agora, o uso de máscara era imposto no metro, autocarros, comboios, aviões e táxis. O governo já tinha tomado várias medidas emblemáticas nos últimos meses: o fim em março do uso de máscaras, exceto nos transportes, e o fim do passe sanitário para aceder a muitos locais, tais como restaurantes e cinemas.

Nas últimas semanas, as infeções e hospitalizações ligadas à covid- 19 diminuíram, após uma onda de inverno muito longa. O governo mantém um tom de precaução através do Ministro da Saúde, Olivier Véran, que repetiu na semana passada que a pandemia "não tinha acabado", e que o uso de máscara continuava a ser "recomendado" e que poderia voltar a ser obrigatório se o contexto o impusesse.

O passe sanitário, que requer vacinação ou teste negativo recente para o vírus, ainda é necessário para entrar num estabelecimento de saúde ou estabelecimento relacionado (hospitais, lares de idosos, etc.).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos