França: Servidores da saúde fazem nova jornada de protestos para denunciar crise nos hospitais

Servidores do setor da saúde fazem uma nova jornada de greves e manifestações nesta terça-feira (7) na França, para denunciar a escassez crônica de médicos e enfermeiros nos hospitais públicos e exigir aumento de salários. O setor enfrenta uma crise que já reduziu os horários de atendimento em 120 unidades de pronto-socorro em todo o país, por falta de pessoal.

Em Paris, Grenoble, Estrasburgo, Bordeaux ou cidades menores, como Aurillac, Epernay e Cherbourg, médicos e enfermeiros saem às ruas em protesto ao que consideram ser um "desprezo" do poder público em relação às dificuldades enfrentadas diariamente nos hospitais. A pandemia de Covid-19 agravou os problemas estruturais que o setor já enfrentava.

Os hospitais franceses entraram em uma espiral de fechamento de leitos, devido às dificuldades de recrutamento de enfermeiros, técnicos de radiologia, médicos intensivistas e de outras especialidades. Muitos profissionais desistiram de trabalhar na saúde pública diante das condições precárias de trabalho e remuneração.

O presidente Emmanuel Macron prometeu anunciar medidas emergenciais no início de julho, mas sindicatos e coletivos de médicos temem que pacientes morram na fila dos prontos-socorros durante as férias de verão, em julho e agosto. Os servidores da saúde, esgotados após dois anos de pandemia, precisam gozar de férias, mas não encontram substitutos para assumir a carga de trabalho.

"Há uma flagrante falta de pessoal, que provoca o fechamento de estruturas e serviços, além de não garantir a continuidade do atendimento para muitos pacientes e moradores em todo o território", diz Stivala.


Leia mais

Leia também:
Hospitais públicos franceses estão ameaçados de colapso por falta de pessoal no verão
França vive crise na Saúde, com 20% dos leitos fechados e falta de profissionais
Governo francês promete investimentos bilionários nos hospitais após crise do coronavírus

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos