Fred se torna o terceiro maior artilheiro brasileiro da história da Libertadores

·1 minuto de leitura

Fred não para de fazer história com a camisa do Fluminense. Na vitória por 2 a 1 sobre o Santa Fe, nesta quarta-feira, o camisa 9 alcançou mais uma marca expressiva em sua carreira. Ao balançar as redes do Maracanã, ele chegou a 22 gols e se tornou o terceiro maior artilheiro brasileiro na história da Libertadores.

— Me sinto feliz. Sensação de que as coisas estão acontecendo da melhor forma possível. Estamos em uma sequencia muito forte e a tendência é ficar cada vez mais pegado. Estamos nos sentindo muito bem fisicamente — declarou Fred.

Fred ultrapassou Jairzinho e se igualou a Célio Taveira (ex-Vasco e Nacional-URU, clube pelo qual marcou todos os seus 22 gols no torneio). Único jogador entre os cinco primeiros ainda em atividade, o camisa 9 está agora a três gols de se igualar e a quatro de ultrapassar Palhinha, o vice-líder do ranking, com 25 gols. O brasileiro com mais gols na história da competição continental é Luizão, com 29.

— A gente ta sabendo jogar essa competição. Teve jogo que a gente foi superior tecnicamente. Na estreia a gente estava ansioso. A gente conseguiu jogar bem tecnicamente, trocar raça contra o Santa Fé. Contra o Junior estavamos muito desgastados. Trocamos raça também — completou Fred.

O capitão do Fluminense, desde que voltou ao clube, tem alcançado marcas importantes. Além de superar a barreira dos 400 gols na carreira, Fred se tornou o segundo maior artilheiro da história do Tricolor, agora com 186 gols – atrás apenas de Waldo (319).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos