Fred tem lesão detectada e será desfalque diante do Cerro Porteño, pela Libertadores

·3 minuto de leitura

O Fluminense informou, nesta quinta-feira, que o atacante Fred passou por um exame de ressonância e teve detectado um edema muscular na coxa direita. Desta forma, está fora do jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, diante do Cerro Porteño, em Assunção, no Paraguai, na próxima terça-feira, às 19h15 (de Brasília). Ele também é dúvida para a volta, no próximo dia 20, no Maracanã.

Pelo Campeonato Brasileiro, ele também ficará fora das duas próximas rodadas contra o Sport, na Ilha do Retiro, e o Grêmio, no Maracanã, agendadas para os dias 10 e 17 de julho, respectivamente. Fred se lesionou logo no início da partida contra o Ceará, na última quarta-feira, aos 17 minutos da primeira etapa. O camisa 9 do Fluminense sentiu dores na coxa após a tentativa de uma arrancada e logo pediu para sair da partida.

O camisa 9 passou exame de imagem nesta quinta-feira para saber os detalhes da lesão. Aos 37 anos, é difícil que retorne a tempo de disputar o jogo de volta, no próximo dia 20. Porém, a presença não está totalmente descartada. O Fluminense prefere não trabalhar com datas e se baseia na evolução da lesão. Casos recentes da mesma lesão, no entanto, preocupam pelo tempo necessário para recuperação.

A entrada de Lucca no lugar do camisa 9 deve ter optada pelo Fluminense. O atacante tricolor foi o escolhido porque os reservas imediatos Abel Hernández, com dores no calcanhar direito, e Raúl Bobadilla, dores na panturillha, também estão lesionados e são dúvidas. John Kennedy, a quarta opção, se recupera da Covid-19 e não tem condição de jogo. Problemas para Roger Machado.

— Quando o Lucca entrou, buscou fazer trabalho semelhante, mas são características diferentes. Ele é oriundo dessa função, mas é um jogador que puxa muitas profundidades e com pouco espaço é muito difícil, com time com bloco baixo. Dentro da sua virtude, que busca as costas (dos marcadores), nesse jogo com a defesa muito congestionada, com poucos espaços de profundidade, teve poucos espaços. Mas, para mim, foi muito participativo na partida, criou muitas oportunidades de levar a linha do adversário para trás para aparecer espaço para as flutuações do Biel, do Caio, e poderia ter sido premiado com o gol em uma cabeçada bonita que o goleiro fez uma grande defesa — avaliou o treinador.

Após o empate com o Ceará, o Fluminense volta suas atenções para o jogo contra o Sport, neste sábado, na Ilha do Retiro. E já de olho na partida da próxima terça-feira, diante do Cerro Porteño, pela ida das oitavas de final da Libertadores, Roger Machado já adianta que irá poupar jogadores. Sem adiantar nomes, o treinador reconhece a necessidade de rodar o elenco tricolor:

— O certo é que iremos segurar alguns atletas sim, para que levemos contra o Sport um time competitivo sem que tenhamos algum tipo de prejuízo para o jogo da terça-feira, que é logo na sequência. Não tem muito o que fazer.

— É fazer essas escolhas. Não gosto de falar a palavra priorizar, porque parece desprestígio para o Campeonato Brasileiro e para o adversário. Porém, temos que fazer escolhas do que é relevante ou não para esse momento — disse o treinador.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos