Freeland é apresentado no Botafogo e avaliará futuro de Barroca e Túlio: 'Ninguém está garantido'

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Reprodução

O Botafogo apresentou oficialmente, nesta terça-feira, Eduardo Freeland como novo diretor de futebol. Ele deixa a gerência da base do Flamengo para assumir a função no Botafogo, a convite do presidente Durcesio Mello. Nas primeiras palavras, o dirigente diz acreditar no trabalho a ser feito.

— - É com muita honra que estou sentado nessa cadeira. Agradeço à confiança do presidente Durcesio. Acredito muito no trabalho que a gente vai construir, é por isso que estou aqui. É um caminho muito bonito, mas de muito trabalho. Tenho certeza que, em médio e longo prazo, vamos trazer muitos resultados ao Botafogo — afirmou o diretor de futebol.

O novo diretor de futebol chega com a missão de comandar a reformulação que acontecerá no elenco do Botafogo, mesmo que a improvável fuga do rebaixamento aconteça. Ele também terá a prerrogativa de decidir o futuro do atual gerente de futebol, Túlio Lustosa, e do treinador, Eduardo Barroca.

— Vamos fazer um diagnóstico e precisamos nos aprofundar muito para ter o máximo de acertos possíveis. Avaliar equipe, elenco e buscar soluções imediatas. Sobre Barroca, ele entra nessa estrutura. Nossa intenção é conversar com o treinador e avaliar esse contexto para tomar essa decisão de forma criteriosa — afirmou sobre Barroca.

— Entra no mesmo cenário do Barroca. Entendo que conversas e avaliações serão feitas. Ninguém está garantido e ninguém está fora. Vamos avaliar, no menor tempo possível, para entender o que podem entregar. Quem puder entregar, permanecerá — completou sobre Tulio Lustosa.

Freeland tem passagem anterior pelo próprio Botafogo, onde exerceu todos os cargos na estrutura das categorias de base. Foi técnico, coordenador e posteriormente gerente. No Bota, foi campeão brasileiro sub-20 em 2016. O técnico era Eduardo Barroca, que atualmente dirige o time principal.