Frenesi leva rede de lojas a suspender venda de cards 'Pokémon' nos EUA

·1 minuto de leitura

A rede de lojas Target anunciou nesta sexta-feira a suspensão das vendas de alguns cards para colecionadores, principalmente os do personagem "Pokémon", devido ao frenesi, às vezes violento, que os mesmos provocam entre os clientes.

"A segurança dos nossos clientes e das nossas equipes é a nossa prioridade", assinalou a empresa em comunicado à AFP. "Por precaução, decidimos suspender temporariamente, a partir de hoje, a venda de cards Pokémon e das ligas esportivas MLB, NFL e NBA", diz a nota, segundo a qual esses itens podem ser comprados on-line.

Uma briga violenta no estacionamento de uma loja da rede em Wisconsin pode ter motivado a decisão, aponta a imprensa local. Quatro pessoas foram presas no último dia 7 por terem agredido um homem de 35 anos, que sacou uma arma para se defender, informou a polícia ao jornal "Milwaukee Journal Sentinel".

Muito populares desde o seu lançamento, em 1996, os cards colecionáveis Pokémon voltaram a fazer sucesso nos últimos anos, o que se ampliou durante a pandemia, segundo o site especializado Marketplace. Nas redes sociais, circulam imagens de dezenas de embalagens de cereais destruídas por colecionadores que procuravam cards, bem como de filas de crianças em frente a lojas Target para comprar os cartões.

Uma caixa de cards Pokemon de 1999 foi vendida por 666 mil dólares em fevereiro no site de leilões Goldin Auctions. Imagens mais raras chegaram a alcançar mais de 300 mil dólares. O aumento dos preços é parcialmente atribuído a astros da internet, como o YouTuber Logan Paul, 26, que gastou quase 2 milhões de dólares em cards Pokémon.

Devido ao frenesi, a Target havia limitado as vendas a um pacote por pessoa.

dax/cjc/gm/mls/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos