Frente fria derruba temperaturas no Rio de Janeiro

O fim de semana pode ter sido de praia, mas nesta segunda-feira (29) os cariocas tiveram que tirar os casacos do armário. A passagem de uma frente fria pelo oceano deixou o tempo instável e derrubou as temperaturas na cidade.

Enquanto ontem, segundo o segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os termômetros alcançaram 35º Celsius (C), a máxima de hoje não ultrapassou os 24º C. A temperatura mínima prevista é de 14º C.

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR) informou que a cidade entrou em estágio de mobilização às 9h de hoje, devido aos acumulados de chuva. Mobilização é o segundo estágio em uma escala de cinco e significa que há risco de ocorrência de alto impacto.

O Inmet registrou rajadas de vento forte na cidade ao longo do dia, alcançando 56,5 km/h na estação Marambaia, na zona norte.

De acordo com o Alerta Rio, a previsão para esta terça-feira (30) ainda é de chuva, de forma fraca e isolada durante a madrugada e pela manhã. As temperaturas devem ficar entre 13º C e 24º C.

Durante a quarta e quinta-feira, a temperatura ficará estável, com mínima prevista de 12º C nos dois dias, e máximas de 25º C na quarta e 27º C na quinta-feira. Na sexta-feira volta a esquentar, com máxima prevista de 30º C graus e mínima de 13º C.

A chegada da frente fria na cidade provocou, ontem à tarde, um fenômeno raro, chamado “nuvem rolo”. Segundo o Inmet, essa nuvem foi vista nos litorais do Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.

Aviso de ressaca

A Marinha emitiu alerta de ressaca que deve durar até as 21 horas de amanhã (30). Ondas de até 2,5 metros podem atingir a orla do Rio de Janeiro.

Durante o período, o Centro de Operações da Prefeitura recomenda que a população evite banhos e prática de esportes no mar. Também desaconselha permanecer em mirantes na orla ou trafegar de bicicleta caso as ondas atinjam a ciclovia.

Passagem de frente fria faz cair a temperatura no Rio de Janeiro
Passagem de frente fria faz cair a temperatura no Rio de Janeiro

Agasalhos, ventos e guarda-chuva mudaram a paisagem do Rio nesta segunda-feira - Tomaz Silva/Agência Brasil

Pescadores devem evitar entrar no mar durante a ressaca. Em caso de acidentes, não se deve entrar no mar para resgatar a vítima. O correto é acionar as equipes do Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.

*Estagiária sob supervisão de Mario Toledo