Frio se intensifica e São Paulo tem a madrugada mais fria do ano

1 / 1
Frio se intensifica e São Paulo tem a madrugada mais fria do ano 

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O friozinho que chegou à capital paulista nos últimos dias ganhou mais força nesta terça-feira (17) fazendo com que a cidade tivesse a madrugada mais fria do ano. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), que faz a medição oficial das temperaturas no país, a mínima atingiu 15,7°C.

O índice foi alcançado às 6h na estação do instituto, localizada no mirante de Santana (zona norte). Até então, a menor temperatura deste ano tinha sido de 16,4ºC, em 7 de janeiro. 

A queda da temperatura foi provocada pela combinação do ar polar que chegou à cidade no sábado (14) e a pouca nebulosidade da madrugada desta terça. De acordo com o Climatempo, a falta de nuvens durante a noite acelera a perda de calor na atmosfera fazendo com que o resfriamento seja mais acentuado.

No interior do estado, o Inmet registrou índices ainda menores, como em Campos do Jordão (10,7°C), Itapira (13,3°C), São Luis do Paraitinga (14,6°C) e Casa Branca (14,8°C).

As temperaturas deverão continuar baixas durante as madrugadas, principalmente, entre terça e quarta-feira (18), quando os termômetros poderão ficar na casa dos 14°C na região central de São Paulo e em torno dos 12°C em áreas menos urbanizadas, especialmente no sul do município. 

As tardes, no entanto, já devem ficar mais quentes nos próximos dias. A máxima, que chegou aos 23°C nesta terça, chegará aos 28°C na sexta (20). Já a umidade do ar, que ficou entre 50% e 70% no começo de semana, poderá ficar abaixo dos 30% entre quinta e sexta. 

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), índices de umidade relativa do ar entre 30% e 20% caracterizam estado de atenção, índices de 19% a 12% são de estado de alerta e inferiores a 12% correspondem ao estado de emergência.