PSL decide expulsar o deputado federal Alexandre Frota do partido

Frota foi expulso pelo PSL após críticas ao partido e seus ex-correligionários. (Foto: Reprodução/Twitter)

O PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, decidiu pela expulsão do deputado federal Alexandre Frota (SP). A decisão foi anunciada pelo presidente nacional da sigla, Luciano Bivar, na manhã desta terça-feira (13) após reunião em Brasília (DF).

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO INSTAGRAM

O pedido para a saída de Frota partiu da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP). “Ele ataca o presidente Jair Bolsonaro sem apresentar nenhum argumento concreto e ainda se pronuncia por diversas vezes em nome do partido, dando a entender que seria a opinião da maioria”, justificou a parlamentar, na ocasião.

Leia também

O deputado federal foi um dos fortes aliados de Bolsonaro durante as eleições de 2018, mas desde o início do ano vem acumulando críticas ao governo e a ações pontuais do presidente.

Frota já se manifestou contrário à indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) à embaixada do Brasil nos EUA, nomeação classificada por ele como um ato de “velha política”. Na votação da reforma da Previdência, Frota foi o único parlamentar a se abster.

O parlamentar já pediu também o afastamento de Eduardo da presidência do PSL de São Paulo, disse ser persona non grata no governo de Jair, e acusou o presidente de praticar “toma lá, dá cá”.

“Tem muita gente no PSL que é na verdade do PSDB. Que mudem logo de partido”, afirmou Carla Zambelli.