Funcionário de padaria é morto a pauladas após discussão por sanduíche em SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um funcionário de uma padaria no Jardim Trianon, em Taboão da Serra (Grande SP), foi morto a pauladas após discutir com um cliente por causa de um lanche. O crime ocorreu ao fim do expediente e a poucos metros do estabelecimento, localizado na estrada Kizaemon Takeuti, na noite de sexta (23).

O suspeito de matar Ronivon Alves da Costa, 45, se entregou na terça-feira (27) e foi reconhecido por testemunhas como autor do crime. Adailton Vieira Noia, 49, já era alvo de um mandado de prisão temporária de 30 dias expedido pela Justiça. Ele tem uma condenação anterior por latrocínio (roubo seguido de morte).

Segundo a Polícia Civil, Noia não se manifestou durante o depoimento. Ele também não apresentou advogado até o momento, conforme a polícia.

"Segundo a investigação, a discussão foi motivada pela divergência com relação ao lanche. Então, essa discussão foi para rua e, após o fechamento da padaria, acredita-se de forma sorrateira, ele desferiu um golpe na cabeça da vítima", informou o delegado Fábio Siqueira, do 2º DP de Taboão da Serra.

À Polícia Militar uma testemunha contou ter visto os dois homens discutirem por um sanduíche supostamente mal feito pelo funcionário da padaria. Costa era copeiro, mas no dia trabalhava na cozinha como chapeiro.

Na delegacia, o proprietário da padaria relatou que não estava no local no momento da briga, mas que soube por um familiar que cuidava do negócio e acompanhou a discussão que o suspeito estava embriagado.

O caso foi registrado como homicídio.