Funcionários que levaram morador de rua para calçada em frente a emergência são afastados

Felipe Grinberg

RIO — A Secretaria municipal de Saúde informou, nesta sexta-feira, que os dois homens que aparecem num vídeo, obtido com exclusividade pelo GLOBO, carregando um morador de rua até a calçada da Coordenação de Emergência Regional (CER) do Centro do Rio, foram sumariamente afastados de suas funções. De acordo com um a nota divulgada pela Pasta, eles "sofrerão as sanções administrativas cabíveis".

O caso está sendo investigado pela 4ª DP (Praça da República). O delegado-titular da unidade, Rodolfo Waldeck, informou que, inicialmente, o caso é tratado como um crime de vilipêndio a cadáver — vilipendiar é desprezar ou menosprezar algo. O delito está previsto no artigo 212 do Código Penal e prevê pena de um a três anos de detenção e multa.

Waldeck ressaltou, no entanto, que vai tomar o depoimento de todos os envolvidos e que outros crimes poderão surgir a partir daí. O delegado afirmou ainda que as imagens podem configurar provas de outros delitos.

O delegado também informou que está aguardando o resultado da perícia do Instituto Médico-Legal (IML) para saber a causa da morte e a identificação da vítima.

— Estamos investigando. Entre várias providências, iremos realizar as oitivas dos envolvidos. Por ora, estamos investigando, inicialmente, um delito de vilipêndio a cadáver. Poderá haver outros — disse o delegado Rodolfo Waldeck.

O vídeo mostra que o morador de rua foi carregado por dois homens de terno e gravata, a mesma roupa de todos os seguranças do local, por volta das 5h desta quinta-feira. O homem foi deixado na calçada. É possível ver ainda que uma das pessoas chega a vomitar próximo ao morador de rua após deixá-lo. Segundos depois, os dois retornam levando a cadeira de rodas vazia.

Veja a nota da Secretaria municipal de Saúde na íntegra:

Sobre o caso envolvendo o morador de rua, a direção do CER Centro informa que comunicou a Autoridade Policial e forneceu os dados necessários à identificação dos profissionais envolvidos, que foram sumariamente afastados e sofrerão as sanções administrativas cabíveis.