Funcionária de lanchonete em SC que sofreu assédio pede ajuda em bilhete: ‘Por favor, não é brincadeira’

·1 minuto de leitura
Foto: Guarda Municipal de Chapecó/Divulgação
Foto: Guarda Municipal de Chapecó/Divulgação
  • Jovem tinha apenas 19 anos e trabalhava preparando lanches

  • O bilhete foi enviado em um pedido de delivery

  • Um inquérito foi aberto para investigar o caso

Após sofrer assediada pelo chefe, uma funcionária de uma lanchonete em Chapecó, Santa Catarina, escreveu um pedido de socorro no guardanapo do lanche que preparava. O caso ocorreu na última sexta-feira (28).

"Por favor, chame a polícia nesse endereço. Meu chefe está me assediando e está tentando me drogar. Sou cozinheira. Por favor, não é brincadeira", escreveu a jovem de 19 anos.

O bilhete foi enviado junto a um pedido feito para entrega. O casal que recebeu o delivery buscou ajuda.

Leia também:

A funcionária relatou à Guarda Municipal que estava sozinha no local com o chefe e dono da lanchonete, de 48 anos, quando ele tentou agarrá-la. Ela informou também que o homem ofereceu R$ 150 para ter relações sexuais com a jovem e a ofereceu vinho e cocaína.

Em revista do local, guardas encontram cocaína e o acusado foi encaminhado à delegacia, onde foi feito um boletim de ocorrência. No entanto, ele não foi detido e a Guarda Municipal afirmou que o crime será investigado.