Funcionário do Samu é preso acusado de vender comprovante de vacinação contra Covid-19 no PA

·1 min de leitura
Itens apreendidos na casa do suspeito - Foto: Reprodução/PM
Itens apreendidos na casa do suspeito - Foto: Reprodução/PM
  • Polícia recebeu denúncias sobre a venda dos documentos por R$ 100

  • O suspeito admitiu a falsificação dos cartões de vacinação

  • Por outro lado, afirmou que não os vendia

Um homem foi preso na última segunda-feira (20) sob suspeita de vender comprovantes de vacinação contra Covid-19 em Belém-PA. As informações são do G1.

O rapaz, que não teve a identidade revelada, relatou à polícia que é funcionário do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele teve seringas, carimbos e receituários apreendidos em sua residência.

A Polícia Militar chegou à casa do suspeito após denúncias de comercialização de comprovantes falsos por R$ 100 na área do conjunto Satélites. No local, encontrou duas cópias de cartões de vacinação.

Em depoimento, o homem de 48 anos admitiu a distribuição dos documentos falsificados, mas negou que os vendesse. “Disse que fazia para ajudar as pessoas que lhe procuravam, já que ele trabalha no Samu", relatou a PM.

Rapaz foi levado à delegacia

A corporação relatou que encontrou na residência do suspeito "29 carimbos de médicos que atuam em diferentes especialidades, cápsulas de medicamentos, um bloco de receituário em branco, um bloco de declaração de comparecimento, agulhas, seringas e outros materiais relacionados à área da saúde".

O rapaz foi detido e levado à Delegacia do Consumidor. Ele responderá pelos crimes de falsificação de documento público, peculato e estelionato.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos