Funcionário negro de McDonald's é agredido por segurança em shopping

Funcionário negro trabalha em lanchonete no Shopping Iguatemi de Ribeirão de Preto. Foto: Getty Images.
Funcionário negro trabalha em lanchonete no Shopping Iguatemi de Ribeirão de Preto. Foto: Getty Images.
  • Vítima também tem deficiência auditiva

  • Funcionário negro foi agredido após não ouvir pedido de segurança para abaixar volume

  • Agressões foram filmadas por testemunhas

Um segurança de um shopping em Ribeirão Preto agrediu um funcionário negro de um McDonald’s. O segurança abordou Fábio Junio Deodato de Souza, de 23 anos, que tem deficiência auditiva, para que ele abaixasse o volume do celular.

Fábio também é autista e trabalha há três anos na lanchonete. O caso ocorreu no último sábado (28), quando o jovem jantava sem uniforme e ouvia música pelo celular. Uma segurança então pede para ele abaixar o volume, mas Fábio não escutou. Ela então chama outros seguranças, que acabaram agredindo o jovem com socos e pontapés.

Ele então foi levado até uma sala fechada. Testemunhas registraram as agressões. "Ele estava jogado no chão e eles em cima dele", afirma uma mulher na gravação. "Eu vou gravar, não pode. Não pode bater", comenta outra.

Colegas de trabalho de Fábio tentaram avisar que o jovem tinha uma deficiência, mas foram ignorados, de acordo com a advogada da vítima.

Fábio ficou ferido com hematomas. Ele foi levado para receber atendimento médico. O incidente foi registrado como lesão corporal na CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Ribeirão Preto e encaminhado ao 7° DP.

Em nota, Shopping Iguatemi Ribeirão Preto disse que o segurança é funcionário de uma empresa terceirizada e que "o incidente foi rapidamente contido e a polícia acionada para apuração do caso."

"O empreendimento solicitou o afastamento do prestador de serviço terceirizado até que a questão seja averiguada e continua à disposição das autoridades competentes para colaborar com a investigação sobre o ocorrido. O Shopping reitera que repudia e não compactua com nenhum tipo de violência".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos