Funcionários públicos alemães ganham aumento e 'bônus de Covid'

·2 min de leitura
lots of euro bills on the table
O chamado subsídio intensivo e infeccioso para enfermeiros em hospitais também vai aumentar
  • Funcionários públicos alemães devem ganhar aumento salarial e bônus contra a Covid-19; 

  • Aumento e bônus foram conquistados pelos sindicatos alemães;

  • Medida valerá para enfermeiros, professores, policiais, bombeiros e outros funcionários;

Cerca de 3,5 milhões de funcionários públicos e demais servidores na Alemanha receberão um aumento de 2,8% em seus salários, e um bônus pela COVID-19 isento de impostos de 1.300 euros (cerca de 8.240 reais) no próximo ano até o mês de março, conforme relatado pela agência Associated Press, em um acordo entre membros de governos regionais e sindicatos pelo país.

Leia também:

O acordo, anunciado pelos sindicatos Verdi e DBB na segunda-feira, também terá aumentos ainda mais altos, e com pagamentos de risco para trabalhadores em algumas profissões, especialmente relacionadas a área médica e de cuidados, e um bônus livre de impostos de 650 euros (R$ 4120) para estagiários e trainees.

Medida valerá para diversas profissões do funcionalismo público alemão

Os sindicatos inicialmente pediram um aumento salarial de 5%, citando o aumento do custo de vida e as tensões adicionais que seus membros enfrentaram durante a pandemia, mas inicialmente os estados justificaram as demandas como irrealistas e apontaram os altos gastos relacionados à pandemia para apoiar o sistema de saúde, a economia e os municípios como forma de negar a proposta.

Segundo informações do canal de notícias RBB 24, em duas rodadas de negociações, os dois lados inicialmente não conseguiram se aproximar. Nas últimas semanas, em meio ao agravamento da situação corona, os sindicatos aumentaram a pressão com greves de alerta, inclusive em hospitais universitários. Funcionários de creches e escolas, departamentos de polícia e administrações também entraram em greve, e posteriormente, se chegou a um acordo.

De acordo com o resultado das negociações, o chamado subsídio intensivo e infeccioso para enfermeiros em hospitais também vai aumentar para 150 euros. Como resultado, de acordo com o sindicato Verdi, um trabalhador de terapia intensiva receberá um total de 230 euros a mais por mês, além do pagamento único de 1.300 euros, chamado de "bônus da Covid", que será dado como forma de compensar o aumento dos preços ao consumidor e os encargos especiais para os funcionários públicos na pandemia de Covid-19.

Os estados federais negociam em conjunto com a comunidade de negociação coletiva dos estados federais. O acordo entre os sindicatos e a maioria dos 16 estados alemães segue uma série de greves, principalmente no setor de saúde, e é válido por dois anos. Ele se aplica a hospitais públicos, escolas, polícia, bombeiros e burocratas em todos os estados, exceto pelo estado de Hesse, onde um acordo semelhante foi alcançado no mês passado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos