Fundador do Novo, ex-presidenciável João Amoêdo deixa o comando do partido

***ARQUIVO***São Paulo, SP, Brasil, 22-05-2019: Retrato de João Amoêdo, que deixou a presidência do partido Novo. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

O ex-presidenciável João Amoêdo deixou nesta quinta-feira (5) o comando do partido Novo, que ocupava desde que a legenda obteve o registro partidário, em 2015.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Em mensagem a apoiadores, ele afirmou que continuará como filiado do partido e que a agremiação precisava de renovação na sua direção.

Leia também

A presidência do partido será ocupada pelo empresário Eduardo Ribeiro, que comandava o Novo em Santa Catarina e é integrante do diretório nacional.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Na carta, Amoêdo afirmou que se dedicou à organização da legenda por dez anos e que o partido continuará sendo testado e pressionado a "adotar procedimentos usuais da velha política".

"Continuarei atuando ativamente na vida política do país. Permanecerei na Fundação Brasil Novo, como membro do Conselho Curador, auxiliando as candidaturas que teremos e na defesa e divulgação dos nossos princípios e valores."

Na campanha presidencial de 2018, Amoêdo, 57, ficou em quinto lugar, com 2,5% dos votos válidos. Ex-banqueiro, ele fez campanha pregando a diminuição do estado e uma agenda de privatizações.

O partido conta hoje com 48 mil filiados, oito deputados federais na Câmara e um governador, Romeu Zema, em Minas Gerais.