Funeral de jornalista tem confronto entre polícia israelense e palestinos

Em corteja, caixão da jornalista Shireen Abu Akleh foi carregado por palestinos; polícia israelense agrediu participantes da cerimônia (Foto: Mostafa Alkharouf/Anadolu Agency via Getty Images)
Em corteja, caixão da jornalista Shireen Abu Akleh foi carregado por palestinos; polícia israelense agrediu participantes da cerimônia (Foto: Mostafa Alkharouf/Anadolu Agency via Getty Images)

Resumo da notícia

  • Cortejo do caixão da jornalista palestina Shireen Abu Akleh teve confronto entre palestinos e policiais israelenses

  • Polícia de Israel agrediu palestinos e caixão quase caiu no chão

  • Shireen Abu Akleh foi morta por uma bala de arma de fogo quando cobria conflito em Jenin, cidade ocupada na Cisjordânia

Aconteceu nesta sexta-feira (13) o funeral da jornalista da Al Jazeera Shireen Abu Akleh, morta enquanto cobria uma incursão militar israelense em territórios ocupados da Palestina. A cerimônia se tornou palco de conflitos entre a polícia de Israel e palestinos, que acompanhavam o funeral e carregavam o caixão de Shireen.

As imagens rodaram as redes sociais e repercutiram de forma negativa. Assista:

O cortejo aconteceu nesta sexta em Jerusalém. Durante a cerimônia, a polícia israelense tentou impedir que palestinos passassem por determinadas partes da cidade. Houve confusão, homens que participavam do cortejo foram agredidos e quase deixaram o caixão cair.

Foram ouvidos também barulhos de balas de borracha e há relatos de que palestinos teriam atirado pedras em policiais israelenses.

Morte de Shireen Abu Akleh

Shireen Abu Akleh morreu na última quarta-feira (11), quando cobria uma operação militar na cidade de Jenin, território ocupado na Cisjordânia. Durante uma troca de tiros entre policiais israelenses e palestinos, ela foi atingida no rosto.

A jornalista da Al Jazeera era considerar uma referência na cobertura do conflito. Shireen era palestina e também cidadã dos Estados Unidos. A porta-voz do governo norte-americano, Jen Psaki, afirmou que as imagens do confronto nesta sexta-feira são perturbadoras. Psaki disse ainda que o governo dos Estados Unidos está em contato com representantes de Israel e também da Palestina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos