Funko entra na onda de NFTs e vai investir em colecionáveis virtuais

Redação Finanças
·2 minuto de leitura
Funko vai investir em colecionáveis virtuais. Foto: Divulgação / Funko
Funko vai investir em colecionáveis virtuais. Foto: Divulgação / Funko
  • Cada peça vai custar cerca de R$ 57

  • Plano é levar colecionáveis para o meio virtual

  • Empresa foca no sucesso a longo prazo

A fabricante de colecionáveis Funko anunciou na última quinta-feira (1), a aquisição das ações majoritárias da TokenWave, startup responsável pelo aplicativo de rastreio e monitoramento de NFTs TokenHead. O plano é levar o colecionismo dos Funko Pops! para o meio digital.

A empresa pretende disponibilizar toda semana na plataforma WAX uma peça nova com NFT pelo preço inicial de 10 dólares (cerca de R$ 57). Colecionadores que tiverem Funkos ultrarraros também poderão resgatar estes NFTs, garantiu a empresa.

Leia também:

O CEO Brian Mariotti disse à Business Wire que a estratégia da Funko é “trazer a oportunidade de valor agregado do NFT para os parceiros licenciados para aumentar o alcance do nosso conteúdo existente de cultura pop”, incluindo áreas como cinema, TV, esportes, games e quadrinhos.

Mariotti ainda diz que os parceiros estão “animados” com o plano e que há boas expectativas para sucesso a longo prazo. "Estamos animados que a Funko planeja utilizar o blockchain da WAX e vIRLs da WAX com NFTs que estão diretamente ligados a produtos físicos".

Mercado em ascensão

Os NFTs são uma espécie de certificado de autenticidade e de propriedade digital, que podem ser atribuídos a um determinado arquivo, seja ele um vídeo, uma imagem, ou clipe de música. A sigla NFT significa "tokens não fungíveis".

Os negócios, feitos sem intermediários entre vendedor e comprador, mostram que existe demanda disposta a pagar caro por NFTs. O produtor de música eletrônica canadense Jacques Greene, de 31 anos, baseado em Toronto, vendeu os direitos de um single com uma animação bônus por US$ 20 mil.

No Brasil, André Abujamra é o primeiro nome da música no Brasil a estudar e aplicar os conceitos do sistema NFT em sua produção. "Vou abrir uma gravadora para lançamentos em NFT." Sua definição do negócio: "É como começar uma vida nova em um planeta nunca visitado. Vai mudar o prumo do universo".