FUP e Anapetro entram com ação popular contra a nomeação de Paes de Andrade à presidência da Petrobras

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e a Associação Nacional dos Petroleiros Acionistas da estatal (Anapetro) ingressaram com Ação Popular na Justiça Federal do Rio de Janeiro contra a nomeação de Caio Paes de Andrade à presidência da Petrobras.

O executivo assumiu a empresa nesta terça-feira em uma cerimônia fechada ao público e à imprensa.

Segundo a FUP, a ação - com pedido liminar de urgência - pede a anulação da nomeação de Paes de Andrade, por considerar a nomeação ilegal por violar o Estatuto da Petrobras, a Lei das Estatais e a Lei das Sociedades Anônimas.

De acordo com a FUP, o novo presidente da Petrobras não cumpre os requisitos de experiência e formação profissional. O nome de Andrade foi aprovado por maioria no Conselho e foi questionado por parte do Comitê de Elegibilidade.

A ação foi proposta em nome do Senador Jean-Paul Prates, presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Petrobras, do coordenador-geral da FUP, Deyvid Bacelar, e Mario Dal Zot, presidente da Anapetro.



Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos