Tempestade tropical Nicholas perde força após chegar no Texas

·2 minuto de leitura
Imagem registrada por satélite da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) mostra o avanço do furacão Nicholas (AFP/Handout)

A tempestade tropical Nicholas perdeu força nesta terça-feira (14) ao avançar para o interior do estado do Texas, onde tocou o solo mais cedo como furacão antes de ser rebaixada, informou os serviço de meteorologia americano.

Em seu boletim de 6h00 (horário de Brasília), o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos explicou que Nicholas, com ventos de 110 km/h, deveria avançar lentamente para o nordeste, antes de passar pela Louisiana na quarta-feira, já afetada há dias pelo furacão Ida.

Nicholas deve seguir se enfraquecendo antes de se tornar uma depressão tropical na quarta-feira.

O NHC prevê chuvas de 13 a 25 centímetros sobre a costa do Texas e o norte de Louisiana, mas que podem alcançar até os 50 centímetros no centro e sul de Louisiana.

"Nicholas pode provocar ondas no sul (dos Estados Unidos) nos próximos dias", disse o NHC.

Nicholas, uma tempestade tropical que ganhou força de furacão de categoria 1 no Golfo do México, com ventos máximos sustentados de 120 km/h, tocou o solo no Texas às 2h30 (horário de Brasília). Então, as autoridades meteorológicas alertaram sobre perigosas chuvas, ondas e inundações, especialmente em áreas urbanizadas como Houston, a principal cidade do Texas.

O NHC também emitiu uma advertência de tempestade ciclônica para grande parte da costa do Golfo, o que significa que "há um perigo de inundação fatal pelo aumento do nível da água que se desloca para o interior da costa".

"Esta é uma situação que ameaça a vida", destacou o Centro, ao pedir às pessoas da região que "adotem todas as medidas necessárias para proteger a vida e a propriedade das inundações e de outras possíveis condições perigosas".

Os vídeos compartilhados nas redes sociais mostram ventos violentos e fortes chuvas, inclusive provocando a queda do teto de um posto de gasolina Citgo.

- Voos cancelados -

Houston - cidade muito afetada pelo furacão Harvey em 2017 - está em alerta máximo, disse seu prefeito Sylvester Turner.

As autoridades instalaram barricadas, ativaram um centro de gestão de emergências em Houston e pediram precaução aos moradores.

A iminente chegada da tempestade provocou o cancelamento de muitos voos nos aeroportos da região de Houston. O canal de navegação do porto da cidade também foi fechado.

As escolas suspenderam as aulas na segunda-feira à tarde em toda a região afetada pela tempestade e permanecerão fechadas nesta terça-feira.

O presidente Joe Biden declarou na segunda-feira o estado de emergência em Louisiana, já afetada pelo furacão Ida, que deixou 50 mortos nos Estados Unidos no final de agosto e início de setembro.

O governador do Texas, Greg Abbott, pediu aos habitantes do estado que respeitem as diretrizes das autoridades locais.

"Corresponde a todos os texanos que estão na trajetória desta tempestade tomar precauções, seguir as instruções das autoridades e permanecer atentos", afirmou em um comunicado.

cjc/to/rsr/mar/pc/fp/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos