Futebol: conheça as camisas mais feias do esporte

A camisa do Athletic Bilbao deu o que falar (John Walton/EMPICS via Getty Images)

As camisas são a linha de frente de apresentação de um time. No futebol, elas são um símbolo de identidade e vitrine para patrocinadores. Contudo, algumas tentativas renderam críticas até dos torcedores mais fanáticos. 

Já está seguindo o Yahoo Esportes no Instagram? Clique aqui! 

Entre os times que já adotaram desenhos estranhos para seus uniformes, encontramos desde a estampa de tapete do russo Rostov FC até o natalino desenho do maranhense Sampaio Corrêa.

Leia também

Na Rússia, tapete na camisa 

Em outubro de 2018, um time da Liga Russa de Futebol, Rostov FC, escolheu sua quarta camisa da temporada. Nada de incomum, até a percepção da estampa escolhida pelos russos: um tapete.

Considerado como o “tapete da sorte”, a estampa foi recortada em formato de camisa após um torcedor levar o tapete original a um dos jogos como amuleto. O jogo era contra o time Krasnoyarsk e o Rostov ganhou com um esmagador placar de 4-0. Uma boa justificativa para adotar o estilo de carpete como uniforme? 

O Flamengo “tabajara”

De maio a outubro de 2010, o rubro-negro carioca adotou brevemente em seu manto as cores que o originaram: o azul e dourado, combinado com o escudo original de uma âncora cruzada por dois remos. Uma combinação inusitada e extravagante que gerou a célebre caracterização de “tabajara” (time do seriado Casseta & Planeta) ao traje.

Sampaio Corrêa, camisa natalina

Foi no mesmo ano que o maranhense conquistou seu vigésimo quarto título estadual, em 1992, que o Sampaio Corrêa também estreou a estampa borrada e ondulada verde e vermelha, com o gigante logo de seu patrocinador, o “CCS”, em amarelo e verde no centro.

A camisa era uma homenagem às cores do time, mas parece ter ficado em uma combinação tão confusa que transformou o manto em um borrão de natal.

(Reprodução)

As camisas de cowboy dos Caribous, do Colorado

Três camadas de tons: o de cima, branco, nos quais as mangas curtas pretas se destacavam; o de baixo, rosa bebê e o do meio, uma imitação de couro aveludado com franjas de caubói. Este foi o uniforme dos “Caribous from Colorado”, time norte-americano, que adotou o estranho uniforme no ano de 1978.

(Frank Lennon/Toronto Star via Getty Images)

Athletic Bilbao e suas manchas de ketchup

A estampa de ketchup das camisas da Athletic Bilbao de 2004 é um ícone no universo de camisas feias. Chamados de ketchup, os desenhos que contornaram as camisas do time espanhol neste ano foram uma homenagem do artista, nativo de Bilbao, Dário Urzay, contratado pelo presidente do time para comemorar a classificação do time nas competições europeias.

Pablo Orbaiz, Athletic Bilbao (Photo by John Walton - PA Images via Getty Images)

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter