Futebol feminino terá dois novos torneios nacionais em 2022

·2 min de leitura
Corinthians de  Gabi Zanotti  é o atual campeão nacional. Foto: Thiago Calil/AGIF
Corinthians de Gabi Zanotti é o atual campeão nacional. Foto: Thiago Calil/AGIF

Após muitos anos renegado, o futebol feminino segue crescendo no país, mesmo que ainda em ritmo lento. Nesta segunda-feira (22), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou a criação de duas novas competições da modalidade, a Supercopa do Brasil e o Campeonato Brasileiro A-3. 

Os torneios foram divulgados junto ao calendário de disputas para o futebol feminino, lançado ontem pela entidade máxima esporte no Brasil. 

Leia também:

Eles se somam ao Campeonato Brasileiro séries A-1 e A-2, formando o quarteto de competições nacionais profissionais para mulheres organizadas pela CBF.

Os torneios de base, que já eram organizados pela CBF nos últimos anos, ganharam novos limites de idade. O Brasileiro Feminino terá versões Sub-20 e Sub-17, além da Liga de Desenvolvimento da Conmebol Sub-16 e Sub-14.

Próxima temporada começa em fevereiro

A Supercopa será a primeira competição da temporada do futebol feminino em 2022, prevista para começar em 06 de fevereiro. A disputa vai reunir os oito melhores clubes do último Brasileirão, limitado a um por estado, e os quatro primeiros colocados do Brasileirão A-2. Jogada em formato mata-mata, tem a final prevista para o dia 13 de fevereiro.

O Campeonato Brasileiro série A, principal torneio da modalidade, vem um mês depois, a partir de 06 de março, e será disputado até 25 de setembro. Dezesseis equipes jogam a elite do futebol feminino brasileiro, que terá primeira fase em pontos corridos e mata-mata na segunda etapa. O Brasileirão Feminino terá uma pausa a partir da 13ª rodada para realização da Copa Libertadores da América, em julho.

Já o Brasileiro A-2 será renovado. A CBF diminuiu o número de participantes de 36 para 16: os quatro rebaixados da primeira divisão, além das equipes que avançaram às oitavas de final da última Segundona (do 5º ou 16º colocados), jogarão esse torneio.

A outra grande novidade divulgada pela CBF, a terceira divisão do futebol feminino, terá 32 representantes, sendo pelo menos uma equipe de cada estado brasileiro, além do Distrito Federal. Poderão participar os 27 campeões estaduais, os quatro melhores colocados do Ranking Nacional de Clubes do Futebol Masculino de 2022 e mais um clube da federação mais bem posicionada no Ranking Nacional de Federações de Futebol Feminino. O Brasileirão A3 começa em 21 de maio e está previsto para terminar em 27 de agosto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos