Futebol inglês está em alerta sobre vício de jogadores em tabaco sem fumaça que pode aumentar riscos de lesão

·3 minuto de leitura

Cresce no futebol inglês os temores em torno do vício os chamados 'snus' entre os jogadores. O produto de tabaco sem fumaça originário da Escandinávia, se tornou comum no meio do futebol na última década, segundo o "The Sun". Mas especialistas afirmam que eles podem ser tão prejudiciais para a saúde quanto o cigarro de nicotina tradicional, e ainda pode acarretar um aumento no número de lesões.

O produto consiste em uma mistura de tabaco em pó, moído com água. No formato de uma pequena bolsa parecida com um “saquinho de chá”, os snus são colocados entre a gengiva e o lábio superior para receber uma dose rápida de nicotina de alta potência.

Apesar de ser considerado por muitos menos nocivo que o cigarro, esse item não é totalmente seguro. Eles podem ser tão viciantes quanto, e também foram associado ao câncer pancreático.

A sua venda ter sido proibida no Reino Unido e na União Européia desde 1992 (exceto na Suécia, onde é mais popular), mas é fácil obtê-la pela internet. Nem a posse nem o consumo são ilegais na Inglaterra ou no futebol, e têm se tornado cada vez mais comuns nas ligas de acesso.

Mas sabe-se que há usuários na Premier League, e a estrela do Leicester, Jaime Vardy, admitiu ter feito uso da substância em sua autobiografia de 2016.

O que preocupa os chefes do futebol inglês é que o vício do snus afeta negativamente o desempenho e pode até causar lesões. Apesar de o snus ser um estimulante, muitos jogadores acham que ele os acalma e o usam antes ou mesmo durante as partidas. Também pode ser um inibidor de apetite.

Com a tendência altamente viciante, alguns jogadores usam tanto que têm o sono afetado. A soma da má alimentação e e falta de descanso pode influenciar no surgimento de lesões.

— Quando você está suprimindo o apetite, não está alimentando seus músculos corretamente, principalmente em período de recuperação. As lesões musculares no ano passado aumentaram e isso foi atribuído majoritariamente à Covid e ao calendário. Mas eu acredito que provavelmente metade foi devido aos snus. Não acho que sejam apenas seus músculos, acho que são seus ligamentos, seus tendões. É como colocar veneno em seu corpo — disse um dos técnico de futebol em entrevista ao "The Sun".

Alguns clubes estão tentando impedir seus jogadores usem os snus, enquanto outros aplicam multas. Um técnico da terceira divisão do país disse que 13 membros de seu time estão com problemas relacionados à substância, e pediu ajuda às federações.

— O principal problema não é que os jogadores estão levando uma bolsa cheia deles. Alguns estão usando três de cada vez e acham que é bom para seu desempenho. Quando você tenta parar, é aí que começa o problema — afirma a terapeuta Andy MacArthur, que já ajudou cerca de 15 jogadores a largar o vício. — A falta de sono é o que tortura as pessoas. Você não vai dormir profundamente porque está zumbindo. Isso vai começar a prejudicar seu sistema nervoso e você descobrirá que as lesões são muito difíceis de curar. Quando isso é retirado de você, éangustiante, então você vai isar mais. É um círculo vicioso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos