Futura deputada pede adicional para funcionários que limparam prédios atacados

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - A futura deputada federal Luciane Cavalcante (PSOL-SP) enviou uma carta aos três Poderes sugerindo uma remuneração adicional para os funcionários que atuaram na limpeza do Palácio do Planalto, Congresso Nacional e STF (Supremo Tribunal Federal) após os ataques de bolsonaristas radicais.

Ela argumenta que os extremistas depredaram móveis e ornamentos dos prédios públicos nos ataques do último domingo (8), gerando trabalho extra para os funcionários efetivos e contratados que fazem a manutenção e limpeza dos prédios.

"Este trabalho extenuante é extremamente necessário para a retomada das instituições democráticas de nosso regime, sendo recomendável a devida valorização destes profissionais", afirmou.

As cartas foram enviadas para o presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), para a presidente do STF, Rosa Weber, e para primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja.

Primeira suplente da federação PSOL e Rede Sustentabilidade em São Paulo, Luciane Cavalcante deve assumir o mandato em fevereiro após nomeação das deputadas eleitas Marina Silva (Rede) e Sônia Guajajara (PSOL) para o ministério do presidente Lula PT).