Futuro avião de combate franco-alemão aprova etapa decisiva

Apresentação do protótipo em tamanho real do futuro avião de combate europeu, no aeroporto de Le Bourget, no norte de Paris

Os deputados alemães aprovaram nesta quarta-feira (12), sob algumas condições, o projeto do futuro avião de combate europeu, que a longo prazo substituirá os Rafaele e Eurofighter, inaugurando uma nova dinâmica para a defesa europeia.

Após vários meses de rivalidade político-industrial entre a Alemanha e França, os membros Parlamento alemão aprovaram o aporte de € 77 milhões para lançar a primeira etapa importante do projeto franco-alemão, ao qual a Espanha também se uniu.

A maioria dos deputados votaram a favor, incluindo políticos da extrema-direita. No entanto, ecologistas e a extrema-esquerda se mostraram contrários ao projeto.

Essa decisão permitiria financiar, de forma igual entre a França e a Alemanha, os estudos necessários para a construção, em 2026, de um protótipo do avião de combate europeu de nova geração, o NGF ("New Generation Fighter").

Embora o valor aprovado hoje seja limitado perto do previsto inicialmente para o projeto, essa fase foi crucial, uma vez que uma negativa poderia ter colocado em cheque o desenvolvimento do avião.

O avião, que entraria em funcionamento até 2040, é peça-chave para o programa SCAF (Future Air Combat System), que também prevê desenvolver drones e mísseis.