Futuro pós-pandemia e crise do clima elevam risco global, dizem lideranças em pesquisa

·1 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 06.12.2021 - Still de mão segurando cédulas de dólar, moeda oficial americana. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 06.12.2021 - Still de mão segurando cédulas de dólar, moeda oficial americana. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O avanço da pandemia e suas consequências sociais e econômicas engrossaram as ameaças que o mundo tem à frente, de acordo com as conclusões do novo relatório de riscos globais produzido pela seguradora Zurich e corretora Marsh em parceria com o Fórum Econômico Mundial.

Levantamento realizado com mil lideranças empresariais, de governos e acadêmicos aponta que, para 60% deles, as maiores preocupações, hoje, são clima extremo e crises de meios de subsistência, além das falhas nas ações contra mudanças climáticas e a erosão da coesão social.

Cerca de 26% dos entrevistados disseram ainda que doenças infeciosas e deterioração da saúde mental também são riscos nos próximos dois anos e que a pandemia só tende a agravá-los.

De acordo com o documento, os líderes acreditam que, se os países mais pobres continuarem a receber menos imunizantes contra o novo coronavírus, o risco de uma recuperação econômica global irregular pode gerar rupturas sociais e tensões geopolíticas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos