Fux sobre 7 de setembro: "a liberdade de expressão não comporta violências e ameaças"

·1 minuto de leitura
O presidente do STF, ministro Luiz Fux (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
O presidente do STF, ministro Luiz Fux (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • Sessão do plenário desta quinta-feira do STF foi marcada por discurso do presidente da Corte

  • Ministro Luiz Fux afirmou que "a liberdade de expressão não comporta violências e ameaças"

  • O discurso ocorre em meio às ameaças de realização de atos antidemocráticos em 7 de setembro

Às vésperas do 7 de setembro, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, afirmou, na abertura da sessão do plenário desta quinta-feira (2), que "a liberdade de expressão não comporta violências e ameaças". E completou dizendo que o STF "segue atento e vigilante, neste 7 de setembro, pela manutenção da plenitude democrática".

O discurso de Fux ocorre em meio às ameaças de realização de atos antidemocráticos em todo o país no Dia da Independência e também diante das declarações polêmicas do presidente Jair Bolsonaro sobre o que esperar na próxima terça-feira.

Leia também:

"Num ambiente democrático, manifestações públicas são pacíficas; por sua vez, a liberdade de expressão não comporta violências e ameaças. O exercício de nossa cidadania pressupõe respeito à integridade das instituições democráticas e de seus membros, conforme a lição legada por Martin Luther King Jr: 'a paz jamais será mantida pela força; ela só pode ser obtida por meio do entendimento mútuo'", destacou Fux.

Em evento no Rio de Janeiro na quarta-feira (1), Bolsonaro afirmou que "com flores não se ganha a guerra, não, pessoal. Quando se fala em armamento, quem quer paz se prepare para a guerra".

O presidente da República tem mencionado o Dia da Independência há algumas semanas. No dia 20 de agosto, Bolsonaro disse que pretende "usar a palavra", mas que "não é uma palavra de ameaça a ninguém".

"Às 10h, estamos aqui na Esplanada, pretendo usar a palavra. Não é uma palavra de ameaça a ninguém. Estaremos em SP fazendo a mesma coisa. Podem ter certeza: teremos fotografia para o mundo do que vocês querem. Só posso fazer alguma coisa se vocês assim o desejarem", disse no Palácio da Alvorada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos