G-7 pede que Rússia pare de apoiar referendo e anexação da Crimeia

Bruxelas, 12 mar (EFE).- Os líderes do G-7 (sete países mais industrializados do mundo) pediram nesta quarta-feira que Moscou "interrompa todos seus esforços" para apoiar o referendo sobre a separação da região autônoma ucraniana da Crimeia e sua anexação à Rússia.

O grupo afirmou ainda que a consulta "não terá efeitos legais". Além disso, advertiu que se a Rússia anexar a Crimeia os países do G-7 tomarão medidas a nível individual e coletivo.

Um comunicado publicado pelo grupo de Bruxelas (Bélgica) afirmou que os "líderes do Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Reino Unido, Estados Unidos e o presidente da Comissão Europeia" pedem que a Rússia pare com seus "esforços para mudar o status da Crimeia, o que é contrário à lei ucraniana e viola a lei internacional". EFE

Carregando...
 

Siga o Yahoo