Gabi Mazetto é barrada de viajar para Estados Unidos e pode perder final de Mundial de skate; COB tenta ajudar

·1 min de leitura

A skatista Gabriela Mazetto, de 24 anos, está vivendo um drama particular para disputar a final da Street League. Ela embarcaria na noite desta quarta-feira, em Guarulhos, rumo a Jacksonville, nos Estados Unidos, onde a etapa final do Circuito Mundial de skate será disputado. Porém, foi impedida pela imigração norte-americana.

Tudo porque as regras para embarque de imigrantes mudaram no último dia 8. Agora, é preciso ter as duas doses da vacinas contra a Covid-19 aplicadas dentro de um período de 15 dias para entrar nos Estados Unidos. Gabi tomou a segunda dose, mas há apenas seis.

A skatista tentou falar com a imigração norte-americana, mas não obteve sucesso. O Comite Olímpico Brasileira também entrou em ação para tentar ajudar Gabi, mas também não conseguiu o sinal positivo. Nas redes sociais, ela já lamentou a ausência na etapa decisiva da SLS.

"Venho agradecer a todos vocês que me enviaram apoio para este evento, que estão sempre na torcida, sem vocês sempre é difícil seguir adiante. Agora partiu assistir aqui de casa e torcer por todos os atletas que irão participar do Super Crown", escreveu a skatista.

Gabriela Mazetto foi atração à parte na segunda etapa da Street League, em Lake Havasu. Agora mãe, a paulista voltou ao circuito após a maternidade e fez bonito: se classificou à final com nota 12.9, na sétima colocação. Ela ficou na quinta colocação da etapa.

Quarta melhor brasileira no ranking mundial, Gabi ficou sete meses afastada do circuito.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos