Gabigol, Arrascaeta, Bruno Henrique e Everton Cebolinha disputam o 'Rei da América'

A fase do Flamengo está tão boa nesse segundo semestre de 2019, com os títulos da Libertadores e do Brasileirão, que o clube ainda pode faturar uma premiação individual. O "Rei da América", tradicional prêmio entregue ao melhor jogador do ano pelo jornal uruguaio "El País", iniciou a votação nesta terça-feira, com três jogadores do Rubro-Negro na disputa: os atacantes Gabigol e Bruno Henrique e o meia De Arrascaeta.

 

Outro jogador que atua no Brasil e briga pelo troféu é Everton Cebolinha, do Grêmio. O quarteto disputa a premiação com  Enzo Perez, Franco Armani e Santos Borré, todos do River Plate, Esteban Andrada, do Boca Juniors, e Cristian Pellerano, do Indepediente del Valle.

A votação também foi aberta para escolher o 11 ideal da temporada. Com exceção da posição de goleiro, nas demais 10 há jogadores que atuam no Brasil. No cargo de técnico, dois representantes de clubes do país: O português Jorge Jesus, que levou o Flamengo ao bi da Libertadores e o hepta do Brasileirão, e Renato Gaúcho, do Grêmio.