Gabriel Braga Nunes diz que Percy testa limites no sexo em 'Verdades Secretas'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***SAO PAULO, SP, BRASIL 19.09.2019 Gabriel Braga Nunes (ator). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
***ARQUIVO***SAO PAULO, SP, BRASIL 19.09.2019 Gabriel Braga Nunes (ator). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um vilão capaz de tudo para conseguir o que quer. Essa é a principal característica de Percy, papel vivido por Gabriel Braga Nunes em "Verdades Secretas 2", do Globoplay. Dez episódios já estão disponíveis na plataforma, e outros dez serão liberados nesta quarta-feira (3) --serão 50 capítulos no total.

Braga Nunes diz que Percy vai testar limites com a modelo Angel (Camila Queiroz), por quem é obcecado. "Herdeiro muito rico, ele tem a indiferença arrogante de quem pode comprar qualquer coisa e, por consequência, qualquer pessoa", diz o ator.

Na trama escrita por Walcyr Carrasco, Percy vai fazer de tudo para que Angel se submeta aos seus desejos. Isso inclui punhos amarrados com cordas, mordidas pelo corpo e outras técnicas de sadomasoquismo.

O ator descreve a relação de ambos como intensa e diz que, embora ele queira sempre estar por perto, o relacionamento não chega a ser amoroso. "Não é uma relação romântica. Percy fica obcecado, mas não se apaixona, não tem envolvimento emocional, essa é a grande diferença."

O universo sadomasoquista foi bastante discutido a partir de 2015, com o lançamento do filme "50 Tons de Cinza". Nele, o ricaço Christian Grey (Jamie Dornan) submete uma mulher (Dakota Johnson) a todo tipo de fantasia sexual.

Na opinião de Braga Nunes, a comparação com seu personagem em "Verdades Secretas 2" é válida, mas há uma diferença pontual. "Christian Grey é herói, e Percy é vilão", afirma. "Ele vai testando os limites do lema 'são, seguro e consensual', característico do BDSM [Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo]. Percy vai se tornando um sujeito perigoso", explica.

Sem dinheiro, Angel volta a trabalhar com o chamado "book rosa" (prostituição) nesta segunda temporada e acaba aceitando todos os pedidos do vilão. Com um filho, ela se vê sem saída quando o garoto fica doente e ela não pode bancar o tratamento.

"O infortúnio do filho doente deixa Angel vulnerável, pois precisa de dinheiro grande. Embora não tenha compaixão, Percy é generoso, banca coisas fundamentais e cria belas oportunidades de trabalho para Angel. Exerce seu sadismo com intensidade e prazer nas noites que passam em seu quarto", comenta Braga Nunes.

O ator também fala sobre a amizade de Percy com Ariel (Sergio Guizé). Os dois são sócios da boate Radar Club, onde boa parte da trama se desenrola, mas a relação vai enfrentar dificuldades.

"Os próprios personagens se questionam sobre os limites dessa amizade", conta. "Trabalhar com o Guizé está sendo um prazer. Fizemos 'Saramandaia' [2013] juntos, mas não tínhamos contracenado", relembra.

Com tantas nuances, o personagem de Gabriel Braga Nunes já mexe com o público, e o ator conta que tem recebido mensagens engraçadas. "As pessoas olham com bom humor. Está gostoso. Um guitarrista amigo meu, também chamado Percy, diz que as piadinhas são diárias", diverte-se.

O papel também é bastante desafiador para ele, que precisou conhecer mais sobre sadomasoquismo --prática que, segundo ele, é mais comum do que muita gente pensa. "Pude perceber como um fetiche pode ser libertador para algumas pessoas."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos