Gabriel Monteiro: menor filmada fazendo sexo tinha cara de criança, diz ex-empregada

Gabriel Monteiro pode ter mandato cassado essa semana - Foto: Reprodução
Gabriel Monteiro pode ter mandato cassado essa semana - Foto: Reprodução
  • Gabriel Monteiro relacionava-se e filmava atos sexuais com garota de apenas 15 anos

  • Depoimentos dão conta de que o vereador sabia que a jovem era menor de idade

  • Ex-empregada garantiu que a adolescente "tinha cara de criança"

Ex-empregada doméstica de Gabriel Monteiro (PL), Sandra Neder, de 66 anos, afirmou que a adolescente filmada mantendo relações sexuais com o vereador carioca "tinha cara de criança".

"Essa menina ia quase todos os dias para a casa do Gabriel. Ela chegava de uniforme e almoçava lá. Tinha cara de criança. É impossível que Gabriel achasse que fosse maior de idade. Outras mulheres frequentavam o ambiente. Algumas circulavam entre o quarto dele e os outros cômodos apenas de calcinha e sutiã na frente de todos", declarou ao jornal Extra.

A versão da funcionária, que também é mãe de um ex-assessor do político, vai de encontro ao que alegam Monteiro e sua defesa. Eles afirmam que não sabiam que a adolescente filmada pelo rapaz era menor de idade.

Sandra explicou que ganhava R$ 2 mil do vereador para cuidar de um apartamento de luxo onde ele vive na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Foram oito meses vivendo com o político e seus amigos e assessores, uma experiência que ela tenta esquecer.

"Foi meu primeiro emprego. Precisei trabalhar porque meu marido está com câncer de próstata. Ele era taxista e já não ganhava tão bem como antes por causa da concorrência com os motoristas de aplicativos. Vendemos até o carro. Fiquei com medo de continuar lá porque meu filho foi um dos que denunciaram Gabriel", relatou.

A mulher pediu demissão em abril, após as denúncias de assédio moral e sexual surgirem contra Monteiro. Ele também é acusado de forjar vídeos, dos quais a própria empregada chegou a participar.

"Som de Galinha Pintadinha"

Gabriel Monteiro sabia que a adolescente com quem se relacionava era menor de idade e, inclusive, a recebia ao som de músicas infantis da Galinha Pintadinha. A informação foi dada pelo chefe de gabinete Rick Dantas em depoimento ao Conselho de Ética da Câmara dos Vereadores.

Segundo relatos de funcionários do político, ele chegou a ir ao colégio onde a jovem estudava para dizer que era namorado dela. Quase todos os depoimentos dão conta de que Monteiro tinha conhecimento da idade da garota, que frequentou a residência dele por meses.

Diante das evidências, o Conselho de Ética da Câmara dos Vereadores aprovou por unanimidade o pedido de cassação do mandato de Gabriel Monteiro. Uma decisão final deve ser votada em plenário nesta quinta-feira (18).