Gabriela Manssur sobre parceiro autorizar o uso do DIU: “Ridículo”

·1 minuto de leitura
Reprodução Instagram
Reprodução Instagram

Polêmico, um dos assuntos que repercutiu recentemente foi sobre uma cláusula imposta por planos de saúde que exige a autorização do marido para inserção do DIU em mulheres casadas. Sobre o assunto, Gabriela Manssur manifestou sua opinião. “Isso é ridículo”, respondeu indignada.

“É um contrassenso moralista e de alguma forma com interesses outros, por quê? Se você é solteira ou divorciada e quer colocar o DIU não precisa pedir autorização pra ninguém, ou seja, de alguma forma isso incentiva a mulher a ser sozinha, mas se ela é casada precisa da autorização do marido. É um retrocesso, é arcaico pensar numa coisa dessa porque é o ideal de um casamento onde o homem tem o domínio, tem o poder sobre a mulher que acaba sendo submissa”, disse.

Leia também:

“Nós temos muitos padrões a serem quebrados, e estamos em busca de direitos iguais que sejam dentro de casa, na rua, nas instituições públicas, seja aonde for”, mas a promotora faz um alerta sobre as mulheres também contribuírem para o machismo quando elas esperam que o homem seja o provedor, o bem-sucedido, o homem inabalável, que não tem fragilidade, “Acabamos exigindo muito desses homens”, explicou.

“Quando essa fragilidade fica muito aparente, eles ficam com raiva porque se sentem mal, se sentem diminuídos, menos homens, muitos, não vou falar que são todos, mas por questões culturais e sociais, ficam com raiva das mulheres. Mas os homens vulneráveis são maravilhosos, ninguém quer homem perfeito, como nós não queremos ser a mulher perfeita”, concluiu dizendo que as mulheres desejam ser respeitadas, tratadas com igualdade, com carinho e amor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos