Gales volta à Copa 64 anos depois de ser vítima do primeiro gol de Pelé

Os galeses tiveram que esperar 64 anos, mas finalmente poderão rever seu país disputar uma Copa do Mundo. O país, que entrará em campo comandado pelo atacante Gareth Bale, nunca venceu no torneio, mas já participou de um momento mais do que único na história das Copas: foi a vítima do primeiro gol do Rei do Futebol no torneio, um golaço do jovem Pelé, então com apenas 17 anos.

O gol aconteceu no 66º minuto das quartas-de-final da Copa de 1958, no duelo entre Brasil e o País de Gales. O jogo marcou o começo de um jejum para os galeses, mas o início da trajetória de Pelé no futebol internacional. O gol marcado por ele entrou para a história não apenas por ser o primeiro, mas também por sua beleza: o Rei recebe a bola na grande área, mata no peito e dribla o zagueiro galês com um giro de corpo, sem sair do lugar, antes de completar com um chute no canto direito para marcar o único gol da partida.

Tabela da Copa: Datas, horários e grupos do Mundial do Catar

Simulador: Você decide quem será campeão da Copa

Apesar do equilíbrio no placar e a derrota para a seleção que viria a ser a campeã naquele torneio, o País de Gales chegou às quartas com três empates. Ou seja, ainda não tem vitórias na sua curta história nas Copas. Foram dois gols marcados naquele torneio, nos dois primeiros jogos.

Entretanto, após chegar nas quartas da Copa de 1958, Gales passou décadas sem disputar um torneio internacional de alto nível. A ausência, entretanto, não pode ser atribuída à falta de jogadores. O maior deles nesse período, sem dúvida, foi Ryan Giggs, um dos maiores ídolos da história do Manchester United. Entretanto, se a maioria dos torcedores admira a carreira de Giggs durante a era Alex Ferguson na equipe, os torcedores galeses não são tão fãs de sua carreira como jogador: durante anos, ele evitou jogar pela seleção do seu país para evitar lesões.

O jejum só terminou com a ascensão de outro grande jogador galês, o atacante Gareth Bale. Ao contrário de Giggs, Bale sempre se dedicou muito aos jogos da seleção e continua sendo destaque do time mesmo após seu desempenho nos clubes em que jogou tenha decaído. Foi Bale quem finalmente liderou a equipe de volta uma competição internacional, quando o País de Gales se classificou para a Euro 2016. O time surpreendeu na competição e avançou até a semifinal, quando foi eliminado por Portugal. Em 2020, Gales voltou a se classificar par a Euro: dessa vez, a eliminação veio mais cedo, nas oitavas, contra a Dinamarca.

Curiosamente, até pouco tempo, o técnico oficial da seleção era Ryan Giggs, escolhido para treinar a seleção em 2018, mas que se afastou após acusações de violência doméstica em 2020. Apenas em junho deste ano ele deixou oficialmente o cargo. Rob Page, interino por dois anos, foi o responsável por classificar o País de Gales para sua primeira Copa em 64 anos e comandará a equipe em busca de sua primeira vitória na história das Copas.