Galeteria tradicional de Copacabana vira patrimônio cultural e festa será com 'branquinha'

A festa para comemorar o título ainda está em planejamento, mas já é certo que não faltarão alguns dos mais de 400 rótulos de cachaça que animam as noites dos clientes do Galeto Sat’s, cinquentenária referência etílica e de tira-gostos de Copacabana. Só falta escolher o acompanhamento: seja um tradicional galeto ou um frango atropelado à cubana para quem não se preocupa muito com umas calorias a mais. Ontem, a casa entrou para uma lista seleta da prefeitura formada por botequins considerados patrimônio cultural carioca. Dessa lista, fazem parte outros locais de referencias da “boemia-raiz”, tais como como o Bar e Café Lamas (Flamengo), o Nova Capela e o Bar Brasil (Lapa) e o Jobi (Leblon).

'Pés-sujos' de Copacabana: morador faz inventário de 75 botecos autênticos; veja a lista

Veranico carioca: Inverno no Rio registra dias de altas temperaturas e baixa umidade do ar; veja os cuidados com a saúde

A inclusão do bar consta de um decreto do prefeito Eduardo Paes. A justificativa para a homenagem é que o espaço é um negócio tradicional que é referência não apenas para a noite em Copacabana como para todo o Rio. Agora, o Sat’s receberá da prefeitura uma plaquinha azul que será exibida com orgulho pelos proprietários do estabelecimento.

Nova doença: Varíola dos macacos: sobe para 34 número de casos confirmados no Estado do Rio

Com esse título, a casa se torna a “saída de emergência oficial’’ da madrugada da boemia. Afinal, o Sat’s só fecha ali pelas 5 da manhã, às vezes muito mais tarde.

— E sempre com uma cachacinha na mesa, claro — comemorou o atual proprietário, Sérgio Rabello.

Fora do ponto: Mesmo com subsídio, nenhuma linha de ônibus que voltou a circular bate meta do acordo com prefeitura

Sérgio diz que tem uma relação de amor com a casa. Morador de Copacabana, começou a frequentar o Sat’s com a família, como cliente. Em 2010, trocou de lado do balcão. Sem qualquer experiência, assumiu o negócio quando os espanhóis Garcia e Rivera, que abriram a casa em 1972, decidiram passar o negócio adiante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos