Galisteu pede para Record aumentar o prêmio de A Fazenda para R$ 3 milhões

Adriane Galisteu foi entrevistada por Lucas Selfie no Link Podcast (Foto: Reprodução/YouTube)

Resumo da Notícia:

  • Adriane Galisteu irá comandar A Fazenda pela segunda vez

  • Neste ano, ela se diz menos paciente com participantes que não se entregam ao jogo

  • Ela afirmou que irá lutar para aumentar o cachê pago ao campeão

Adriane Galisteu colocou uma meta em sua passagem no comando de A Fazenda: convencer a direção da Record em aumentar o prêmio do campeão da temporada para R$ 3 milhões. Este valor seria o dobro do que é pago desde a nona temporada do reality show.

"Eu sou até a favor que esse prêmio aumente muito. Queria que pagasse R$ 3 milhões. Eu vou lutar muito, falar com nosso patrão para que a gente pague R$ 3 milhões", disse a apresentadora em entrevista ao Link Podcast, apresentado por Lucas Selfie, na noite de sexta-feira (9).

Ao contrário do que ocorre em outros realities longevos da TV brasileira, a Record reduziu o prêmio pago ao campeão de seu principal programa de confinamento. Entre 2010 e 2015, período em que foram realizadas seis temporadas (começando por A Fazenda 3 e terminando em A Fazenda 8), o vencedor levou para casa a quantia de R$ 2 milhões.

Em 2016, a emissora não realizou o reality show, mas ao retomá-lo em sua programação em 2017, o cachê destinado ao favorito do público foi reduzido para R$ 1,5 milhão, equiparando ao prêmio pago pelo Big Brother Brasil.

Na entrevista a Lucas Selfie, Galisteu ainda disse que neste ano não irá tolerar participantes omissos e tampouco aqueles que não se entregarem no jogo, e irá cobrar uma postura mais ativa de todos os selecionados para participar de A Fazenda 14.

"Minha paciência está bem pequena com os participantes. Tem muita gente que entra já sabendo da novela, já sabe como é A Fazenda, não vem fazer o fofo, bonzinho, a gente já te conhece aqui fora. Se você não souber [quem é tal pessoa], nada que um Google não resolva", disse ela.

Esta será a quarta vez de Adriane à frente de um reality na Record. Depois de comandar duas edições do Power Couple Brasil e A Fazenda 13, que teve Rico Melquiades como campeão, ela se considera mais madura para administrar os conflitos e até mesmo as indisciplinas dos participantes.

"A experiência [em realities] me deu menos paciência. A gente está aqui para falar sério, levar a sério. Não vem achar que fazer o papel de plantinha, de bonzinho [vai dar certo]... Tem que mostrar quem você é e a que você veio, está valendo uma grana, vai ganhar um milhão e meio", afirmou.