Gallardo, técnico do River Plate: 'Fomos melhores por 85 minutos'

Marcello Neves

Se o título do Flamengo foi conquistada de maneira épica, o vice-campeonato do River Plate foi marcado pela frustração. A derrota por 2 a 1, neste sábado, em Lima, no Peru, foi classificado como uma "sensação de dor" pelo técnico Marcelo Gallardo. Ele lamentou os erros da equipe, mas elogiou o rubro-negro pela conquista da Libertadores.

- A sensação é de dor. Levamos um gol no fim. Bem... Sensação de dor. Depois do empate não conseguimos reagir. Essa sensação de estar tão perto foi difícil. Mas tenho orgulho dos jogadores, de todos que trabalham comigo, da torcida... - iniciou Gallardo, antes de falar sobre o Flamengo:

- O Flamengo é um grande rival. Conseguimos fazer um bom jogo. Conseguimos anular o poderio deles. O jogo estava controlado. No fim eles conseguiram boas decisões para definir o jogo. Tenho orgulho dos meus jogadores, podem ficar de cabeça erguida - concluiu.

A declaração polêmica de Gallardo, porém, veio ao defender o River Plate na partida. Para ele, apesar do vice-campeonato, os platenses foram melhores durante 85 minutos e soube segurar o Flamengo, apesar de ser o favorito "para muitos".

- O Flamengo é um grade rival, para muitos era o favorito. Em campo não se viu isso. Graças ao trabalho do River. Fomos melhor por 85 minutos. Temos que saber perder. Esse [River] é um grupo de jogadores que deu muito aos torcedores do River nos últimos anos. É normal que seja doloroso hoje. Enfrentamos um rival muito poderoso e temos orgulho dessa equipe.