Galvão Bueno, sobre 'fazer o L' em apoio a Lula: 'Não me incomoda que tenha parecido intencional'

Indo na contramão de diversas personalidades do futebol que declararam apoio a Bolsonaro, o narrador Galvão Bueno deixou a entender em uma entrevista que seu voto no próximo domingo não será no candidato do PL.

O foco da entrevista não era sobre a eleição presidencial, mas sobre vinhos, parte de um evento de enólogos que o narrador paricipava. No final, ao ser perguntado sobre um vídeo em que parecia que estava "fazendo o L", um símbolo que os eleitores de Lula fazem para declarar apoio ao candidato do PT, Galvão deu uma resposta a favor da democracia, mas sem declarar voto no petista.

— Não reparei. Depois, a Desirée me falou que tinha dado essa impressão. Não foi proposital, mas não me incomodo, porque sou um democrata, lutei contra a ditadura militar, fui ativo no movimento estudantil de 1968. Então, não me incomoda que tenha parecido intencional — afirmou o narrador.