Ganso passa a limpo 'polêmica' sobre camisa e fala de renovação com Fluminense: 'Depende do presidente'

O Fluminense está em terceiro lugar no Campeonato Brasileiro e nas quartas de final da Copa do Brasil. E Paulo Henrique Ganso é um dos destaques da equipe. Mas as redes sociais trataram de criar uma polêmica depois de o camisa 10 vestir a camisa do Santos na Vila Belmiro, após o empate em 2 a 2 na rodada passada do Brasileiro. Nesta quinta-feira, no CT Carlos Castilho, ele tratou de passar a limpo o assunto e esclarecer a situação.

Bastidores do Fluminense: veja as últimas notícias e análises

Saiba os valores: Flu aumenta premiação com a Copa do Brasil

Entrevista: Fred fala de pós-carreira, glórias e dramas: 'A torcida do Fluminense cuidou de mim'

— É normal alguns torcedores ficarem chateados. Ali foi mais uma homenagem para a torcida. Fiz o meu papel dentro de campo. Peguei a bola, bati o pênalti, fiz o gol. Sou muito grato ao clube que me revelou para o futebol brasileiro e mundial. Sou grato. O carinho que tenho pelo Fluminense é enorme, meus filhos então... As torcidas são muito amigas. Isso já passou e agora temos que pensar no Cuiabá — declarou o camisa 10.

O jogador também aproveitou a oportunidade para falar sobre o respeito que tem não só pelos torcedores dos dois clubes, mas também de todas as equipes.

— Respeito eu tenho por todo torcedor, do Fluminense, do Santos e de qualquer outra equipe. É tudo mais fácil e melhor para todo mundo — afirmou.

Veja o ranking: Os 30 maiores ídolos da história do Fluminense

Fluminense: os seis jogos que ajudam a entender a história

Ganso também falou sobre a sua renovação contratual. Na Vila Belmiro, o camisa 10 conversou com os torcedores do Fluminense e chegou a dizer para "pedir para o presidente renovar seu contrato". O vínculo atual vai até o final de 2023, com o meia podendo assinar pré-contrato com outra equipe a pedir do meio do ano que vem.

— Brinquei ali, né, mas de repente (risos). Vai que o Mário está vendo a coletiva. Depende do momento do clube e do que se passa na cabeça do presidente do Fluminense— afirmou.

Confira outras respostas de Ganso:

Melhor momento no Fluminense: "Esse é um momento muito bom não só meu. Depois de muito tempo, conseguimos ser campeão carioca. Hoje estamos na disputa do título brasileiro. Na Copa do Brasil demos o primeiro passo. Tanto para mim quanto para o clube no geral."

Vaga na seleção brasileira: "Meu objetivo é fazer o Fluminense ser campeão. O Curry já falou isso. Independentemente do desempenho na quadra, eu quero ser campeão. Na seleção, hoje não penso não. Vai ser uma surpresa muito boa."

Lesões no joelho: "Contra o Santos, fiquei muito puto. Tinha espaço, drible dois, tentei dar o passe para o Samuel e errei. Acabou armando o contra-ataque. Não tenho resquício da cirurgia. Quero chutar mais de fora da área. Mas não vou falar muito porque se não vão travar meu chute (risos)."

Expectativa de casa cheia no duelo contra o Cuiabá: "Saudade do Maracanã, de estar perto da nossa torcida apesar da ida para Volta Redonda. Os últimos jogos foram decisivos. Já tem mais de 30 mil? Que chegue a 50, 60 mil. Temos um returno muito longo. Se a gente continuar nessa invencibilidade, fazendo nossa pontuação em casa, podemos chegar no ponto alto da tabela que é o nosso objetivo."

André suspenso: "André é um grande jogador. Sem dúvida vai fazer falta. Temos que pensar como time, como grupo. Sem ele, vai ter Martinelli, Nonato, Wellington, Yago... Todos vão poder nos ajudar. Eu mesmo quando não estiver, vai ter outro pra fazer a função. Mesma coisa o Cris, o Pineida [na ausência do Caio Paulista]."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos