Direita francesa anuncia que fará "oposição firme" a Macron no parlamento

Paris, 18 jun (EFE).- O coordenador da campanha do partido Os Republicanos, François Baroin, afirmou neste domingo que a legenda será a principal força de oposição ao presidente do país, Emmanuel Macron, e anunciou que fará uma "oposição firme" às suas políticas na Assembleia Nacional.

O posicionamento foi feito depois da divulgação dos resultados de boca de urna do segundo turno das eleições legislativas na França. Os Republicanos, partido de centro-direita no país, terão o segundo maior número de cadeiras no parlamento, atrás da República Em Marcha, liderada por Macron, que garantiu ampla maioria.

"Macron tem o conjunto dos poderes. Desejo a ele boa sorte. Mas nós conseguimos um grupo suficientemente importante para fazemos ouvir nossos compromissos e nossas convicções. Vamos evidenciar nossas diferenças, sobretudo no aspecto fiscal", disse Baroin.

As projeções indicam que Os Republicanos terão entre 95 e 133 deputados na Assembleia Nacional, um dos piores resultados da história, mas que ainda os garante como a segunda força parlamentar. Nas últimas eleições presidenciais, o candidato do partido, François Fillon, ficou em terceiro lugar, atrás de Macron e de Marine Le Pen, da ultradireitista Frente Nacional.

Baroin pediu que Macron represente também os franceses que não votaram em seu partido e também alertou o presidente sobre a elevada abstenção, que pode chegar a 58%, segundo as estimativas. EFE