Garcia defende suspensão da dívida de SP por dois anos para zerar ICMS de combustíveis

O governador Rodrigo Garcia propôs nesta quarta-feira que a União suspensa por dois anos a dívida de São Paulo para que o estado possa reduzir o ICMS da gasolina e zerar a taxação sobre os demais combustíveis.

- O governo federal suspende o pagamento da dívida dos paulistas por dois anos e eu uso esse dinheiro para zerar o ICMS do diesel, do etanol e gás de cozinha e para reduzir a gasolina. Não precisa de Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para isso. É mais justo e rápido - afirmou Garcia.

A estratégia de Garcia é tentar contrapor a proposta da União para conter a alta de preços e que gerou reação contrária dos governadores, já que há estimativa de perda de arrecadação em estados e municípios de até R$ 100 bilhões. O projeto do relator e senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) prevê limitação de 17% sobre o ICMS de combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte.

"É necessário que o governo federal faça de tudo pra reduzir o preço do combustível e ajude a controlar a inflação da comida que traz fome e miséria para as pessoas. Fundamental que o governo dê o exemplo e comece a fazer isso pela Petrobras, que é quem manda no preço do combustível. Querer reduzir preço começando pelo ICMS é como colocar o paciente pra examinar o médico. A nossa proposta tá na mesa, é mais rápida e fácil de ser implementada", escreveu Garcia em seu perfil no Twitter.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos